World Study

Intercâmbio…

 

A crise econômica no Brasil teve início em 2014 e atingiu a vida de muitos brasileiros. A descrença numa possível superação faz com que o número de evasões para outros países cresça cada dia mais. Segundo os últimos dados da Receita Federal, mais de 20 mil pessoas entregaram a declaração definitiva de saída do país em 2018.

A vontade de viver fora do Brasil, por vezes, é acompanhada do medo de não se adaptar ou de não conseguir se estabilizar no país escolhido. Outro motivo de insegurança são as questões burocráticas para se manter no exterior, como o tramite do visto e de permanência na localidade.

Nesse caso, a saída encontrada por muitos tem sido os intercâmbios. Isso porque essa possibilidade oferece, além do aprendizado de idiomas e do trabalho, a oportunidade de permanecer no país pretendido com toda a assistência profissional e a segurança de estar hospedado em local devidamente autorizado, até a conclusão das atividades previstas.

De acordo com o gerente da agência de intercâmbio World Study Brasília, Denis Lacerda, os lugares mais procurados são Austrália, Irlanda e Nova Zelândia, por meio de programas que proporcionam trabalho e estudo. “São países que se tornam atraentes por permitirem atividade profissional pelo intercambista. Com isso, ele consegue estudar inglês, ter a permissão para trabalhar e ganhar seu dinheiro”, acrescenta.

Os perfis que buscam essa alternativa geralmente são formados por pessoas que acabaram de concluir o Ensino Superior. E por se depararem com um mercado profissional complexo no Brasil, preferem buscar novos caminhos, para se aperfeiçoar e ter experiências de trabalho no exterior.

O intercambista Lucas Vieira, 26 anos, se formou recentemente e deseja ter uma fluência melhor no inglês. Diante das opções, escolheu a Austrália, pela semelhança climática com o Brasil, e o programa “Business”, que são duas aulas por semana e permite ao aluno trabalhar nos outros dias. Com o sonho de um possível negócio, enxergou no programa a possibilidade de acrescentar experiência e segurança para realizar o que deseja. “É um aprendizado único. Se eu não sair agora do país, daqui uns anos não terei a mesma disposição e energia para por meus planos em prática”, comenta Vieira, com viagem agendada para o mês de maio.

Outro brasileiro que escolheu a Austrália como escape da crise econômica foi Kayan Marcolini, de 27 anos. O programa selecionado foi o intensivo de inglês. O intercambista tem como maior objetivo conhecer novas pessoas, lugares e culturas. “Eu espero que no final da viagem eu consiga conversar e escrever fluentemente em inglês. São conhecimentos que irão acrescentar muito na minha vida”, explicou.

Os destinos mais procurados – A World Study possui diversos programas para os destinos mais procurados por brasileiros que desejam “dar um tempo” fora do país. As vantagens são inúmeras.

Na Austrália, é possível tirar o visto sem que seja um processo burocrático e, dependendo da duração, fazer cursos com visto de turista. Àqueles que concluíram o período escolar é permitido estudar inglês, trabalhar ou se matricular no VET, uma espécie de curso técnico.

Já na Irlanda, as vantagens são a alta qualidade de vida, a vasta área cultural e a facilidade de estudar e trabalhar.

A Nova Zelândia, por sua vez, possui a educação de alta qualidade, ótimas opções de cursos superiores e facilidades em conciliar os estudos com trabalho. A Auckland, uma Ilha Norte, é o centro financeiro do país e traz grandes oportunidades de emprego.

 Sobre a World Study – Em 1998, um grupo de entusiastas do intercâmbio cultural e ex-intercambistas, com mais de dez anos de experiência acumulada nesse segmento de mercado, resolveu unir forças para propiciar crescimento cultural, acadêmico e social às pessoas que compartilhavam este entusiasmo. Nasceu, então, a World Study Educação Intercultural que, por meio do intercâmbio, entendido como uma ferramenta educacional, oferece as mais diversificadas opções de experiência internacional (intercâmbio) e um atendimento diferenciado, baseado no aconselhamento individualizado e na adequação do programa ao perfil de cada aluno. Atualmente, a empresa possui unidades em todas as regiões do Brasil e bases no exterior.

 

Praças em que a World Study está presente:

AMAZONAS

CEARÁ

DISTRITO FEDERAL

ESPÍRITO SANTO

GOIÁS

MATO GROSSO

MINAS GERAIS

PARANÁ

RIO DE JANEIRO

RIO GRANDE DO SUL

SANTA CATARINA

SÃO PAULO

SERGIPE

BASES NO EXTERIOR:

BRISNABE (Austrália)

SYDNEY (Austrália)

DUBLIN (Irlanda)