aplicativo Ribon

A startup Ribon foi a ganhadora da seletiva regional do Amcham Arena, que aconteceu em Brasília, no último dia 19 de setembro. O evento contou com a participação de 10 empresas da capital. Promovido pela Câmara Americana de Comércio do Brasil, o projeto tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento do ecossistema de inovação de startups em todo país, trazendo soluções inovadoras e dando a oportunidade para as corporações se conectarem a uma das cinco mil empresas associadas à Amcham.

 

aplicativo Ribon

As concorrentes têm possibilidade de participação em rodadas de negócio e matchmaking, e disputam premiações nacionais e regionais, que alavancam as startups. A empresa vencedora do Distrito Federal, a Ribon, é voltada para causas sociais, que segundo os criadores, também geram negócios criativos. Por meio do aplicativo, é possível doar para ONGs sem gastar dinheiro. O usuário coleta ribons, as moedas do serviço, acessando o app e lendo as notícias disponíveis. Assim, empresas patrocinadoras da Ribon doam dinheiro real via visualização de anúncios. Além desse mecanismo, o usuário também tem a possibilidade de comprar ribons diretamente no app e aumentar ainda mais o seu impacto como doador.

Um dos sócios da empresa, Carlos Menezes, mais conhecido como Juju, disse que não esperava que seriam os finalistas. “O ecossistema de startups daqui de Brasília está crescendo cada vez mais, e a gente acompanhou em todas as etapas vários pitches (apresentação sumária de 3 a 5 minutos) incríveis, inclusive de startups super próximas que a gente tem muito carinho”.

 

Ainda segundo Juju, ter vencido foi muito importante para ter o reconhecimento como empresa. “Receber o prêmio de vencedor regional foi incrível. Queremos que nossos colaboradores estejam na Ribon como pessoas e não somente como “trabalhadores”. Por isso, é muito importante que consigamos desenvolver diferentes habilidades dentro da Ribon, como por exemplo: fazer um pitch para uma banca de empresários respeitados, sendo um estagiário com apenas 4 meses dentro da empresa, que foi o caso do Six, nosso desenvolvedor, que subiu no palco pela primeira vez e fez bonito demais representando a gente”.

 

E as expectativas são grandes, diz Juju, especialmente por estarem ao lado de várias startups promissoras, podendo entrar em contato com grandes empresas. “Ter a possibilidade de falar da Ribon para tanta gente é o que nos deixa mais animados. Nosso objetivo é continuar alimentando nossa rede de pessoas – hoje já somos mais de 50 mil ribonitas e ribonitos, para aumentar cada vez mais nosso potencial de transformar o mundo num lugar melhor”, finalizou.

A próxima etapa acontece no dia 17 de outubro, em São Paulo, quando as 150 melhores startups do País, escolhidas nas seletivas regionais, serão selecionadas por uma banca final de jurados renomados do mundo dos negócios, ligados ao universo da nova economia.

 

Sobre a Ribon

A Ribon foi criada em 2016 pelos empreendedores João Moraes, Juju e Rafael Rodeiro. Eles se conheceram em 2015 por meio do Movimento Empresa Júnior, programa que incentiva e prepara universitários para o empreendedorismo.

“Criamos um app em que pessoas podem doar para a caridade, até sem gastar dinheiro”, diz Rafael. O dinheiro vem de anúncios envolventes que circulam no app e geram experiências entre marcas e ribonitos – os usuários da Ribon. Entre seus clientes, estão Malwee, Bancorbrás e VISA.

Em 2017, a startup possuía 800 usuários ativos. Um ano depois ela atingiu a marca de 16 mil. Hoje, em 2019, a Ribon já conta com mais de 50 mil usuários ativos. “O crescimento foi realizado basicamente por recomendação entre usuários, no mecanismo ‘member get member’, afirmou Rafael.

Hoje, são realizadas mais de 7.600 doações por dia pelos ribonitos junto de empresas parceiras, com uma média de 2 milhões de ribons doados por dia!

 

Doações

Todos os dias o ribonito pode entrar no app e coletar ribons dentro das boas notícias que são publicadas no feed. Depois disso, é só escolher para qual instituição deseja doá-los. São quatro organizações não-governamentais vinculadas à The Life You Can Save ou Give Well:

Medicamentos: as doações são recebidas pela Schistosomiasis Control Initiative (SCI), que atua na erradicação de doenças tropicais por meio da distribuição de remédios;Água potável: as doações são recebidas pela Evidence Action, que atua no tratamento e acesso à água potável para consumo e higiene;Fortificação alimentar: as doações são recebidas pelo Project Healthy Children (PHC), que atua no combate à desnutrição infantil através de fortificação alimentar;Saúde básica: as doações são recebidas pela Living Goods, que atua no fornecimento de atendimento e produtos de saúde básica no sudeste africano.

A cada dois meses são divulgados no próprio app os documentos do impacto social gerado pelas doações. Os relatórios indicam quantos ribons foram doados e como funcionou a distribuição das doações entre as quatro causas.

O aplicativo Ribon está disponível para iOS e Android.

 

Aplicativo Ribon