Comemoramos hoje dia 02 de Abril o Dia Mundia de Concientização sobre o autismo.

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Quem não tem um familiar ou um filho de amigo que sofre com esse transtorno e muitas vezes não tem o mínimo de informação?? Estima a existência de mais de 70 milhões de pessoas com autismo no mundo (dados da ONU – Organizações das Nações Unidas.

 


Considerando que o dia 02 de abril, que tem por objetivo promover ações de
sensibilização da sociedade sobre a síndrome, foi instituído pela ONU como o
Dia Mundial de Conscientização da Pessoa com Autismo;
Considerando as organizações de pessoas com deficiência representadas no
Conselho Nacional de Assistência Social;

 

Criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2008, a data tem o objetivo de chamar a atenção para o Transtorno do Espectro Autista (TEA), uma síndrome comportamental causada por desordens do cérebro que afetam o desenvolvimento em diversos níveis, com impactos diretos na comunicação e nas interações sociais, principalmente.

Descrito pela primeira vez em 1943 e incluído na Classificação Internacional de Doenças (CID 10) da Organização Mundial da Saúde em 1993, como um transtorno invasivo do desenvolvimento, o autismo ainda movimenta bastante a comunidade científica na busca por causas, intervenções mais eficazes e uma possível cura – apesar de algumas considerações apontarem o transtorno como algo permanente, há pesquisas voltadas para a cura.

 

Em Brasília, um projeto nada contra a maré da exclusão de jovens autistas, tanto da vida em sociedade quanto do mercado de trabalho. É o Quitu na Kombinha – uma parceria entre a Quitutices (confeitaria sem glúten e sem lácteos) e o Instituto Ninar (que realiza atendimento multidisciplinar a pessoas com autismo) –, um “food truck” no qual jovens autistas realizam a revenda de produtos sem glúten e sem lácteos. Uma vez por semana, a Kombi azul (cor que é símbolo do autismo, devido à maior incidência do transtorno em pessoas do sexo masculino) estaciona em pontos diversos do DF.

 

Durante as ações, os jovens atendem ao público, dão informações sobre os produtos, recebem pagamentos e calculam trocos. Tudo sob a supervisão de terapeutas, em um belo exemplo de ação para promover a inclusão e o desenvolvimento das habilidades em autistas. Todo o lucro das vendas é destinado ao projeto: custeio da operação da kombinha, remuneração dos jovens e ampliação do atendimento a pessoas de baixa renda.

 

Quitutices

CLS 216, Bloco A, Loja 12, Asa Sul – Brasília/DF; (61) 3543-5057(61) 98303-5396 (WhatsApp). De terça a sexta, das 10h às 19h. E sábado, das 9h30 às 18h.

OBS.: a chef da Quitutices, terapeutas do Instituto Ninar, jovens autistas e também seus familiares, assim como integrantes da Timeout Rock Band (que é formada por pessoas com autismo e terapeutas e costuma fazer apresentações em alguns eventos do Quitu na Kombinha) 

 

Share.

About Author

Leave A Reply