Community Managers

Community Manager…

Você sabe o que é um community manager faz? Empresas, coworkings e espaços colaborativos cada vez mais precisam deste profissional que precisa ter um pensamento agregador, jovem e vanguardista

Não é de hoje que se fala nas transformações do mercado de trabalho, com profissões deixando de existir ao passo que outras surgem. É o caso dos profissionais community manager, ou gestores de comunidade, em uma tradução quase literal, que já estão sendo procurados e contratados pelas empresas. A atividade é bastante emblemática neste cenário transitório, pois quem vai ocupá-lo precisa ter justamente as características do profissional do futuro.

Em primeiro lugar, para ser um community manager é preciso ter um espírito empreendedor, isto porque ele será encarregado de criar oportunidades, laços, parcerias, conexões, transações, seja entre clientes, propagadores de ideias, fornecedores, enfim, é a pessoa responsável por agregar relações humanas o que nenhuma máquina ou sistema é capaz de fazer. Além disso, o olhar empreendedor permite que ele preste seus serviços para mais de uma empresa simultaneamente, fazendo network para si mesmo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Inovador e sempre antenado no que acontece no universo corporativo pelo mundo, Fernando Santiago, do 55Lab, foi um dos pioneiros na formação de community managersno país, sendo responsável pela formação da primeira geração na capital do país. Para ele, a geração Y tem tudo para se destacar neste nicho. “Para ser um community manager é preciso estar conectado online e offline, ser a voz da corporação nas redes, recrutando não só clientes, mas situações para propagar ideias e capitanear defensores da marca. É alguém que precisa pensar sem amarras, sem vícios de mercado. Por isto, os mais jovens acabam por trazer propostas novas e conseguem experimentá-las sem amarras”, conta.

Assim como Fernando, Leonardo Ornelas, do Manifesto/ Coworking, está atento às transformações de mercado, que evolui e se transforma pautado pelas novas tecnologias, pelas novas formas de consumo e novas demandas de mercado. “É importante entender que o cargo de community manager vai muito além de coworkings em si. Essa profissão vai abranger um mercado muito grande que vai desde startups até empresas já consolidadas que querem estar em consonância com futuro. Se capacitar para esse cargo agora é estar preparado para uma necessidade que vem surgindo cada vez mais em todos os tipos de empresa.”

O trabalho na prática traz grandes responsabilidades, mas oferece também boas vantagens e possibilidades de crescimento. A remuneração pode variar na faixa dos R$ 7 mil mensais, mas aumentar esse ganho depende do esforço do próprio indivíduo, que pode aumentar seus leques e redes. O trabalho não necessariamente precisa ser feito in loco, assim tem flexibilidade de horários, conciliando com estudos e atividades pessoais. Community Manager

Pesquisas indicam que atualmente 60% dos jovens estão investindo em carreiras que entre 15 e 20 anos estarão obsoletas. Muitos deles sonham com carreiras de olho no passado, às vezes até por falta de orientação. “Precisamos, como sociedade, pensar e preparar aqueles que farão a diferença ou teremos uma legião de pessoas que não conseguirão se inserir do mercado, que também ficará estagnado pela falta de mão-de-obra capacitada e preparada”, destaca Fernando.

Agende-se –  Community Manager

Para quem quer saber mais, as duas maiores comunidades de negócios e conhecida pela formação de community managers, a rede 55Lab e o Manifesto/ Coworking se uniram e dia 01 de setembro, promove um workshop para contar um pouco sobre a vida deste profissional. São vagas limitadas e o investimento é de R$ 25 na sede do Manifesto (205 Norte).

Serviço:

Workshop Community Managers by 55Lab + Manifesto/Coworking

Data: 1 de setembro

Investimento: R$ 25

Vagas: limitadas

Informações: http://55lab.rds.land/community-manager-manifesto-55lab

Community Managers