Outubro rosa

Outubro Rosa…

Anualmente, a Oncologia D’Or promove campanha com foco na realização de exames clínicos e mamografia

O mês de outubro é tradicionalmente dedicado às ações de conscientização sobre o câncer de mama, o mais comum entre as mulheres, no mundo todo. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que, em 2016, foram registradas mais de 16 mil mortes por câncer de mama feminino no Brasil. Das cinco regiões do País, o Centro-Oeste ocupa a quarta posição, com 1.023 mortes pela doença.

Estimativas do Instituto apontaram que, para cada ano do biênio 2018-2019, o Brasil terá 59.700 novos casos de câncer de mama feminina. Os números, preocupantes, são o combustível para reforçar a campanha Outubro Rosa, em que especialistas compartilham informações sobre diagnóstico e tratamento da doença, de forma a contribuir para a redução da mortalidade.

Pelo terceiro ano seguido, a Oncologia D’Or participa do Outubro Rosa com a campanha “Peitos – É isso mesmo, só queremos chamar a sua atenção”. O objetivo da campanha nacional é a conscientização sobre a detecção precoce de câncer de mama e divulgar que, se detectado precocemente por exames clínicos feitos por um profissional habilitado e mamografia, o câncer tem mais chance de cura.

Outubro Rosa

Karl Jeanneth – 45 anos

“É imprescindível que as mulheres estejam em acompanhamento constante, preventivo e não apenas procurem um especialista quando perceberem o nódulo. O acesso à mamografia periódica permite o rastreamento de lesões antecipadamente e, caso a paciente venha a ser diagnosticada, o procedimento ao qual será submetida possa ser menos invasivo, além de ter aumentada suas chances de cura”, destaca o Oncologista da Rede D’Or São Luiz e Diretor Técnico do Acreditar Oncologia D’Or e, Anderson Silvestrini.

 

 

A recomendação oficial é que as mulheres realizem os exames periódicos a partir dos 45 anos de idade, Porém, em casos de suspeita da doença, a paciente deve procurar uma unidade de saúde a qualquer momento. Dados da Secretaria de Saúde informam que a demanda, atualmente, pra a realização do exame é de 50% da capacidade total.

Para Silvestrini, a ausência do exame dificulta o diagnóstico precoce. Ele ressalta que, além da falta de acesso e equipamentos, há ainda a ausência de conhecimento dos pacientes.

Sintomas da doença

O especialista Anderson Silvestrini ressalta que o câncer de mama é uma doença assintomática – sem sinal ou sintoma aparente (quando inicial), e que, quando a paciente consegue perceber algo em seu corpo, é porque o estágio pode estar avançado.

Ainda assim, é possível perceber sinais indicativos de algo de errado nas mamas, como o surgimento de nódulos duros palpáveis (com ou sem dor mamária); mudança no aspecto do mamilo; alterações na pele da mama (abaulamentos, retrações ou aspecto ‘casca de laranja’); secreção escura ou sangue, e mudanças na cor ou textura da pele.

Tratamento

O câncer de mama é uma doença dividida por estágios. O tratamento do tumor, no momento de seu diagnóstico, irá variar de acordo com seu tamanho.

Segundo Silvestrini, para um tumor inicial (com menos de 2cm) a chance de cura é superior a 90%. Enquanto em um nódulo maior, acima de 5 cm, as chances de cura são de 50 a 60%.

A importância do diagnóstico precoce é justamente para permitir que o tratamento seja o menos invasivo possível.  Por ter vários perfis, a doença tem um tratamento individualizado, que pode ser feito com quimioterapia, hormonioterapia, radioterapia e cirurgia.

Especialistas

O Grupo Acreditar da Rede D’Or São Luiz é referência no tratamento de câncer. No local, os pacientes tem acesso aos melhores tratamentos e tecnologias disponíveis no mundo.

Os profissionais de saúde são capacitados para oferecer acompanhamento e tratamento do câncer mamário, sempre respeitando os limites de cada paciente.

Sobre a Oncologia D’Or

Criada em 2010, a Oncologia D’Or é formada por clínicas especializadas no diagnóstico e tratamento oncológico e hematológico com padrão de qualidade internacional, sem abrir mão da humanização em todo o trabalho de assistência. Com uma rede de mais de 40 unidades, conta com mais de 300 médicos especialistas, atuando em sete estados brasileiros. É uma empresa da Rede D’Or São Luiz.