Poetisa do Cuidar lança audiolivro para promover acessibilidade

Onã Silva visitará associações que acolham e atuam em prol das pessoas com deficiência, para distribuir o audiolivro Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô. A obra será lançada no Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (612 Sul), no dia 21 de marçoe na Academia Inclusiva de Autores Brasilienses (Taguatinga), dia 22 de março

 “Sobre acessibilidade, o que sei e sinto do meu lado é acesso velado, é acesso negado.” Neste cordel de nome Acesso Negado, a poetisa Onã Silva chama atenção para a falta de incentivos e medidas públicas que promovam maior acesso para pessoas com deficiência. Com uma rima arretada e a missão de promover a acessibilidade, a artista goiana ficou conhecida como a Poetisa do Cuidar. Agora, ela chega apresentando suas letrinhas rimadas em áudio para promover a acessibilidade cultural para as pessoas com deficiências do Distrito Federal e de outros estados.

Com mais de 20 obras publicadas, Onã que também é especialistaem Saúde Pública, mestre e doutora em Educação, apresenta uma obra leve, democrática, contendo rimas em cordéis que abordam os direitos trabalhistas. Sem pegadinhas. O livro Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô, lançado em 2017, será lançado agora nas versões em audiobook e braille. Serão dois momentos de lançamento: dia 21 de março (quarta-feira), a partir das 15h, no Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (612 Sul); e dia 22 de março (quinta-feira), na Academia Inclusiva de Autores Brasilienses (Taguatinga). Além de distribuir gratuitamente os audiolivros para as instituições, Onã fará uma participação cultural recitando seus cordéis.

Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô é uma obra publicada com apoio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, com recursos oriundos do FAC – Fundo de Apoio à Cultura.

Para o assédio acabar tem que denunciar

“É tão sério este problema e causa é muita confusão. Quem pensa que é mimimi, na verdade é depressão que atinge o assediado, geralmente pelo patrão”. O cordel Para o Assédio Acabar, O Remédio é Denunciar é um dos 20 que compõem o audiolivro da artista. Os demais discorrem, em 120 páginas, sobre aposentadoria, salários, carga horária excessiva, saúde ocupacional, adoecimentos, direito à greve, dentre outros. Todos foram inspirados em leis trabalhistas de difícil interpretação e que, agora, viraram versos leves com a criatividade de Onã. Leves, mas não menos sérios. A intenção da autora é mostrar e alertar os trabalhadores com deficiência sobre seus direitos.

“Quero esclarecer ao leitor trabalhador com deficiência os problemas graves que os acometem diariamente no ambiente de trabalho. Não à toa, o termo “burnô” (grafia usada para fins de cordel) vem da Síndrome de Burnout, doença originária do estresse crônico no trabalho”, explica Onã.

Para falar de acessibilidade, a autora reforça: “Vou passar por centros de ensino, escolas, instituições. Por locais que acolham pessoas com deficiências. Estou aqui para acolher também e para transbordar cultura”.

E é com essa atitude que ela vai alertar este público para os seus direitos cidadãos. Direitos que devem ser iguais para todos.Dentre os locais que a autora visitará para doar sua obra em audiolivro estão a Academia Inclusiva dos Autores Brasilienses (AIAB) / Biblioteca Braille Dorina Nowill, Associação Brasiliense de Deficientes Visuais (ABDV) e a Associação de Amigos do Deficiente Visual (AADV). Alguma associação ou instituição que desejar o áudio livro podesolicitar à autora, encaminhando e-mail com pedido para [email protected].

Adicionais

O livro Cordel do Trabalhador: Do Labor Até o Burnô foi lançado em 2017 no Distrito Federal, Maceió, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A obra na versão impressa foi distribuída por várias bibliotecas do Brasil. O audiolivro foi produzido em 2017 e será lançado nos dias 21 e 22 de março de 2018, junto com a versão em braille.

Mais informações sobre o livro podem ser encontradas no site da artista: www.onasilva.com

 Cultura que transborda para a saúde

         Onã Silva, A Poetisa do Cuidar, nasceu em Posse (Goiás), mas mora e é apaixonada pela capital federal. As raízes nordestinas gritam. Seu pai veio do Nordeste e, por isso, ela tomou o cordel como forma de passar a arte que pulsa dentro de si.

Em sua cidade natal, a escritora conviveu com vários causos e histórias fantásticas. Na linguagem cordelista ela consegue transmitir humor, sonoridade e incluir personagens, cenários e temas cotidianos em prol do acesso e inclusão social.

A artista é formada em Enfermagem (Universidade Católica de Goiás), Artes Cênicas (Faculdade de Artes Dulcina de Moraes), Especialista em Saúde (UnB), Mestre em Educação (Universidade Católica de Brasília), Doutora (Unb), Pós-doutora (Unirio). A sua trajetória como poetisa do cuidar sempre visou unir a arte e saúde que se fundiram na criação de obras literárias e em citações para o grande público.

A Poetisa do Cuidar também é autora de livros de ficção, infantis, como o Voa Balão! Voa Imaginação (2014) e quadrinhos. Além, claro, de poemas que se referem às enfermeiras e à saúde. No total, são mais de 20 obras publicadas pelo Brasil afora. Ela recebeu, ainda, o título de recordista homologado pelo Rank Brasil com o primeiro livro sobre histórias de enfermagem que utiliza a literatura de cordel – Histórias de Enfermagem no Universo de Cordel (2013). Afinal, ela vale-se da arte, das suas letrinhas criativas e da sua experiência na área de saúde pública para interagir com o público, promover o acesso e o cuidar.

 Obras individuais de Onã Silva:

  • “…Mas a Alegria Vem Pela Manhã” (poesia) – 1984
  • O Sol da Justiça (poesia) – 1987
  • A Quadradinha de Gude (novela infantil) – 1996 (1ª edição) e 2014 (2ª edição)
  • Miriã, uma Enfermeira Bambambã (romance) – 2010
  • A Derrota de Penina (romance) – 2012
  • Histórias da Enfermagem no Universo de Cordel (cordel) – 2012 (1ª edição) e 2013 (2ª edição)
  • Anjinho Minho… Mãezinha Minha (infantil) – 2013
  • Mundo-Bola (infantil) – 2013
  • Enfermagem, Simbora! Vamos Lutar Pelas 30 horas (livreto de cordel) – 2013
  • Bote Fé no Sindicato, Ele Tem Atitude é Fato! (livreto de cordel) – 2013
  • Federação Nacional põe o Bloco da Enfermagem pra Lutar na Capital (livreto de cordel) – 2013
  • Solange Caetano Tem Coragem no Nome e Enfermagem no Sobrenome (cordel) – 2014
  • Voa Balão! Voa Imaginação (infantil) – 2014
  • Poesia nas Lentes do Monóculo: Meus Pais (poesia) – 2015
  • Cordel do Trabalhador: do Labor ao Burnô (cordel) – 2015
  • Grandes Enfermeiras: Florence Nightingale e Anna Nery (quadrinhos) – 2016
  • Estomaterapia: Cuidado à Fina Flor da Poesia (poesia) – 2017
  • Sai pra Lá com Essa OS, a Saúde do Povo Agradece (livreto de cordel) – 2017
  • Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô (cordel) – Projeto FAC 2017

 Obras coletivas

  • Outros Poemas (poesia) – 1992
  • Brasília: Vida em Poesia (poesia) – 1996
  • Cronistas, Contistas e Poetas Contemporâneos-Série Safira (poesias, contos) – 2010
  • 3ª Coletânea Poética do Guará (poesia) – 2012
  • A Literatura das Mulheres da Floresta (poesia) – 2013
  • Ludicidade e suas interfaces (artigos) – 2013
  • Enfermagem com Poesia: A Arte Sensível do Cuidar (poesia) – 2015
  • Enfermagem com Poesia: A Arte Sensível do Cuidar, vol 2 (poesia) –2016
  • A Arte de Ser Mulher: Poesia Feminina (poesia) – 2016

 Serviço

Onã Silva, A Poetisa do Cuidar lança audiolivro e versão em braille da obra: Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô

 Dia: 21/03/2018 (Quarta-feira)

Local: Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (612 Sul), a partir das 15h.

 Dia: 22/03/2018 (Quinta-feira)

Local: Academia Inclusiva de Autores Brasilienses Biblioteca Braille Dorina Nowill (CNB 1, Área Especial, Taguatinga), a partir das 14h